; Farmacêutico Hermias Veloso recebeu o prêmio Personalidades Profissionais 2017da CNTU - Fenafar

Farmacêutico Hermias Veloso recebeu o prêmio Personalidades Profissionais 2017da CNTU

Fenafar e Sindicato em ação

Foi entregue na noite do dia 1º de dezembro, na sede do Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (Seesp), o prêmio Personalidade Profissional da CNTU. O farmacêutico Hermias Veloso da Silveira Filho, recebeu a honraria representando a categoria farmacêutica.

A homenagem é feita anualmente pela confederação a profissionais de destaque nas áreas de atuação das entidades filiadas à confederação (odontologia, farmácia, nutrição, economia e engenharia). Além disso, é entregue a nome que tenha dado contribuição importante a um Brasil melhor e mais soberano, na categoria “Interesse público” (até 2015, Excelência em gestão pública). Como de praxe, o reconhecimento encerrou o Encontro Nacional da CNTU, neste ano em sua quarta edição.

Representando a presidente em exercício da entidade, o diretor José Carrijo Brom saudou o momento de “reconhecimento do trabalho e história de todas essas pessoas”. O primeiro a receber o prêmio foi o diplomata Celso Amorim, na categoria “Interesse público”. Ao agradecer, ele contou brevemente sua trajetória de atuação a serviço do Estado brasileiro. “Orgulho-me de ter sido retirado da Embrafilme após aprovar um filme que tratava da tortura militar, depois da ditadura. No Ministério da Ciência e Tecnologia, aprendi o sentido de brasilidade com o grande nacionalista Renato Archer (ex-ministro), que acreditava no desenvolvimento do País. Chutei muita bola na trave, mas um gol tríplice foi na área da saúde, com a Declaração de Doha que garantiu genéricos mais baratos. Hoje me sinto duplamente homenageado, agora e pelo debate altamente qualificado durante o dia, que mostra o engajamento por um projeto de nação desenvolvida, democrática e soberana, na perspectiva pacifista.”

O farmacêutico Hermias Veloso da Silveira Filho recebeu o prêmio pela categoria farmacêutica. Graduado em Farmácia pela Universidade Federal de Pernambuco em 1976, Hermias prestou importantes serviços na área pública, contibuindo para a consolidação do SUS e para a adoção de uma política de medicamentos no seu estado e no Brasil. Farmacêutico concursado e consultor para municípios interessados na estruturação da assistência farmacêutica, é conhecido pela atuação em defesa do Sistema Único de Saude (SUS). Entre as atividades que desenvolveu, esteve à frente da assistência farmacêutica do Recife por quase 12 anos. Além disso, coordenou a criação do sistema informatizado que foi adotado pelo Ministério da Saúde com o nome de Hórus, além da formulação e implantação da Farmácia da Família. Também modernizou a Relação Municipal de Medicamentos e organizou a rede de dispensação. Foi professor de Química para secundaristas e ainda ministra palestras-aula no Curso de Ciências Farmacêuticas da UFPE e na pós-graduação do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães da Fundação Oswaldo Cruz (CPqAM/Fiocruz). Trabalhou no Nitrafarma/SP, no Laboratório Farmacêutico do Estado de Pernambuco (Lafepe) e na Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope). Foi conselheiro estadual de Saúde no período de 1993 a 2001, representando o Sindicato dos Farmacêuticos de Pernambuco, entidade à qual esteve à frente.

Veja os outros profissionais agraciados com o prêmio em 2017

Waldir Pereira Gomes

Economia

Graduado em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) em 1969, Waldir Pereira Gomes é professor titular do Departamento de Economia dessa instituição há 27 anos, tendo sido coordenador do curso de Ciências Econômicas e vice-diretor. Além disso, é professor titular da Universidade de Mogi das Cruzes há 42 anos, em que ocupou diversos cargos de direção. À frente da Seção Brasileira da Associação dos Economistas de Língua Portuguesa, é ainda 1º vice-presidente do Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo desde 2014 e diretor da CNTU desde 2015.

Diretor da Divisão de Ensino Superior do Ministério da Educação em São Paulo e do Sindicato dos Professores de Mogi das Cruzes, também atua como consultor e assessor de diversas instituições de ensino na elaboração de projetos de reconhecimento e implementação de cursos e faculdades. Presidiu os conselhos Federal e Regional de Economia (2ª Região), respectivamente no biênio 2010-2011 e 2008, e foi membro do Corpo Diretivo da Federação dos Professores do Estado de São Paulo por várias gestões.

Wanderlino Teixeira de Carvalho

Engenharia

Graduado em Geologia pela Universidade de Brasília em 1968 e em Direito pelas Faculdades Objetivo em 2004, Wanderlino Teixeira de Carvalho é mestre em Administração e Política de Recursos Minerais pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e tem especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho pela Faculdade de Estudos Administrativos (Fead). Secretário executivo do Conselho Estadual de Investimentos, Parcerias e Desestatização de Goiás desde 2001, é funcionário da Metais de Goiás S/A (Metago). Executou diversos trabalhos de geologia, pesquisa e tecnologia mineral, economia e política mineral. Foi chefe de Gabinete da Secretaria de Estado de Planejamento de Goiás entre 1999 e 2000 e presidente da Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR) entre 2001 e 2009.

Membro de diversas entidades, hoje é presidente em exercício do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (Crea-GO). Diretor do Sindicato dos Engenheiros no Estado de Goiás (Senge-GO), esteve à frente da Associação Brasileira de Agências de Regulação (Abar) entre 2008 e 2009 e a Coordenação Nacional dos Geólogos, atual Federação Brasileira dos Geólogos entre 1986 e 1992. Recebeu a Medalha “Martelo de Prata” da Sociedade Brasileira de Geologia em 1978.

Zaida Maria de Albuquerque Melo Diniz

Nutrição

Graduada em Nutrição na primeira turma do Instituto de Fisiologia e Nutrição da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) em 1959, Zaida Maria de Albuquerque Melo Diniz acumula larga experiência na criação de diversas entidades, como os conselhos Regionais e Federal de Nutrição, o sindicato em seu estado e as duas federações da categoria, tendo assumido cargos de direção nessas organizações. Além disso, participou da fundação da CNTU, na qual hoje é diretora.

Atuou como juíza classista no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e implantou sistemas de alimentação em diversos locais, tanto no setor público quanto privado. Aposentada, continua a participar ativamente das discussões da área, como delegada sindical do Sindicato dos Nutricionistas de Pernambuco e como diretora administrativa da Federação Interestadual dos Nutricionistas (Febran).

Jaime Aparecido Cury

Odontologia

Graduado em Odontologia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) em 1971, Jaime Aparecido Cury é mestre em Ciências (Bioquímica) pela Universidade Federal do Paraná (UFPA), doutor em Ciências Biológicas (Bioquímica) pela Universidade de São Paulo (USP) e pós-doutor pela Universidade de Rochester, EUA. Atualmente é professor titular de Bioquímica da Faculdade de Odontologia da Unicamp em Piracicaba. Tem experiência na área de odontologia, com ênfase em cariologia, atuando principalmente nos seguintes temas: flúor e biofilme dental. Amplamente agraciado em sua carreira, entre os prêmios obtidos, destaque para o The 2010 Yngve Ericsson Prize for Research in Preventive Odontology, por ter sido em 2011 o primeiro pesquisador da América Latina laureado pela Regional LatinoAmericana da IADR (International Association for Dental Research) e o “2012 ORCA Prize”. Ambos nunca haviam sido antes concedidos a pesquisadores fora do eixo Europa-Estados Unidos. É ainda Dr. Honoris Causa pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS).

Celso Amorim

Interesse público

Graduado pelo Instituto Rio Branco, com Pós-­‐graduação pela Academia Diplomática de Viena e pela London School of Economics and Political Science, Celso Amorim é o ministro de Relações Exteriores mais longevo da história do Brasil. Ocupou esse cargo nos governos Itamar Franco (1993-­1994) e Lula (2003-­2010), período em que implementou a bem-sucedida política externa ativa e altiva. Foi ainda ministro da Defesa no primeiro governo de Dilma Rousseff (2011-­2014). Com larga atuação junto à diplomacia do País, foi seu representante permanente junto às Nações Unidas (1995-­1999). Durante esse período, coordenou vários órgãos e grupos de trabalho. Foi presidente do Conselho de Segurança em janeiro de 1999. Por duas vezes chefiou a Missão Permanente do Brasil em Genebra, onde presidiu em duas ocasiões a Conferência de Desarmamento. Também esteve à frente do Conselho de Administração da Organização Internacional do Trabalho (OIT), do Conselho de Serviços da Organização Mundial do Comércio (OMC) e da Comissão para a Convenção de Controle do Tabaco na Organização Mundial de Saúde (OMS). Em 2002, exerceu o cargo de embaixador junto ao Governo do Reino Unido.

Além disso, foi professor de Relações Internacionais e Teoria Política na Universidade de Brasília (UnB), presidente da Empresa Brasileira de Filmes (Embrafilme) e secretário Internacional do Ministério da Ciência e Tecnologia. Integra vários conselhos e think thanks ligados a temas da área internacional. É presidente do Conselho Executivo da Unitaid, agência especializada na gestão de medicamentos para combate à Aids, à tuberculose e ao paludismo. Tem vários livros e artigos publicados sobre política internacional. Recebeu vários prêmios nacionais e estrangeiros. Em 2010, foi nomeado entre os “maiores pensadores globais” pela revista Foreign Policy.

Da redação com CNTU
Publicado em 05/12/2017

Artigos

UA-480112034-1