; Toda pressão aos senadores da CCJ contra a Reforma Trabalhista - Fenafar

Toda pressão aos senadores da CCJ contra a Reforma Trabalhista

Trabalho e Emprego

Na tarde de hoje (20), logo após a derrota de Temer na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), de tentativa de supressão dos direitos trabalhistas, as centrais sindicais já passaram a preparar suas estratégias para as próximas batalhas.

O relatório do senador Paulo Paim, aprovado na manhã de hoje, que assegura os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, passa a tramitar, a partir de amanhã (21) na Comissão de Constituição e Justiça. Os esforços agora é para garantir que a proposta de Paim seja aprovada e, desta forma, sepultada a reforma trabalhista de Temer.

Uma reunião com representantes das centrais sindicais aconteceu na liderança do Partido dos Trabalhadores do Senado. Nela, sindicalistas e parlamentares avaliaram um a um os membros titulares e suplentes da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e traçaram planos de abordagem destes parlamentares em Brasília, mas especialmente nas suas bases eleitorais.

O vice-presidente da CTB, Vicente Selistre, informou que a partir de hoje a central realizará uma série de visitas e reuniões com os senadores para mostrar-lhes suas posições frente a tentativa de desmonte da legislação trabalhista. Os senadores que se manifestarem contrários aos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras serão denunciados aos eleitores dos estados.

“Nos comprometemos em exaltar e agradecer publicamente os senadores que se posicionarem ao lado da classe trabalhadora. Entretanto, não pouparemos aqueles que ficarem contra os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras. Denunciaremos amplamente e faremos todo esforço para que eles não se elejam a mais nenhum cargo”, afirmou Paulo Vinícius, dirigente da CTB.

Fonte: CTB
Publicado em 21/06/2017

Artigos

UA-480112034-1