; MT realiza grande conferência estadual de saúde

Sidebar

Magazine menu

14
Qui, Nov
×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 43

Terça, 03 Novembro 2015 02:00

MT realiza grande conferência estadual de saúde

Avalie este item
(0 votos)

Delegação de farmacêuticos na conferência do MT.
O Mato Grosso realizou etapa estadual da 15ª CNS entre os dias 25 e 28 de outubro, com a presença de aproximadamente 900 delegados, eleitos na etapa municipal de debates. O Sindicato dos Farmacêuticos do Mato Grosso teve presença destacada no evento, e foi uma das entidades que compôs a Comissão Organizadora da Conferência.

 

O governador Pedro Taques participou da abertura da 8ª Conferência Estadual de Saúde de Mato Grosso,  em Cuiabá. O evento mobilizou os 141 municípios do estado em conferências municipais e plenárias livres.

 

Taques destacou a importância do evento como passo fundamental para a resolução dos problemas na saúde, uma vez que os delegados regionais conhecem a situação na ponta. “Nós temos que debater a partir da base. Os conselhos municipais e o conselho estadual, conforme determina a constituição e as leis 8.080 e 842 possam contribuir com a saúde pública. Não há saúde pública sem a participação popular sem uma democracia dialógica”.

 

O chefe do Executivo reforçou o compromisso de melhorar o setor do Estado, contudo os municípios precisam aumentar a cobertura da atenção básica. Conforme Taques, o governo passado alterou a lei e cortou 50% dos repasses da atenção básica para os municípios e ainda deixou uma dívida de mais de R$ 100 milhões.

 

“A nossa administração teve coragem de apresentar um projeto de lei à Assembleia, que foi aprovado na semana passada, para que nós possamos aumentar os repasses em mais de 100% para os municípios. Saúde significa vida, mas não qualquer vida, uma vida digna. Não há saúde sem existência digna. Saúde não significa ausência de doença, saúde pra mim é investir na qualidade de vida, é investir na atenção primária, atenção básica, nos agentes municipais de saúde”.

 

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Eduardo Bermudes, a conferência faz parte de uma agenda que visa melhorar a qualidade dos servidores e estruturas de saúde do Estado.

 

De acordo com Ambrósio Moreira, coordenador do evento, na conferência serão eleitos 68 delegados para representarem o Estado na 15ª CNS, que será realizada entre os dias 1º e 4 de dezembro, em Brasília (DF). Segundo o coordenador, a metade dos escolhidos será de usuários (do SUS), 20% prestadores de serviço e governo e 25% de trabalhadores de saúde.

 

Conforme Moreira, a CNS definirá as diretrizes que nortearão as políticas públicas para os próximos quatro anos. O documento é incrementado no Plano Estadual de Saúde (PES) e no Plano Plurianual (PPA).

 

A programação, calcada nos oito eixos temáticos da 15ª CNS, incluiu palestras, plenárias e mesas redondas. A parte cultural contou com performances teatrais, de educação popular e apresentações de danças regionais como siriri e cururu.

 

De acordo com Vladyson Viana, diretor nacional de auditoria do SUS, o Sistema Único de Saúde vive um momento de fragilização, contudo as conferências servem para reforça o Sistema que é uma das principais conquistas da nação. “Em nenhum lugar do mundo temos um sistema que se propôs a cuidar das pessoas como o nosso. Obviamente, isso nos trás um desafio enorme, um desafio do financiamento, melhorar a gestão, combater o desvio a corrupção para que esse sistema possa dar as respostas que a população merece e espera do SUS”.

 

Fonte: Blog da 15ª CNS
Publicado em 03/11/2015