; Fortalecimento do SUS é principal temática no Rio Grande do Norte

Sidebar

Magazine menu

18
Qua, Set
×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 43

Terça, 03 Novembro 2015 02:00

Fortalecimento do SUS é principal temática no Rio Grande do Norte

Avalie este item
(0 votos)

Ao centro, a presidente do Sinfarn, Elaine Cristina Câmara Pereira
A 8ª Conferência Estadual de Saúde do Rio Grande do Norte aconteceu entre os dias 27 e 29 de outubro, em Natal. Com o tema “Saúde Pública de Qualidade para Cuidar Bem das Pessoas: Direito do Povo Brasileiro” a conferência teve a participação de usuários, trabalhadores em saúde, gestores e prestadores em serviço de saúde. O evento foi promovido pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e Conselho Estadual de Saúde. O Sindicato dos Farmacêuticos do Rio Grande do Norte participou do evento.

 

Na abertura o Secretário de Estado da Saúde Pública, Ricardo Lagreca, falou sobre o grande momento democrático que a saúde vive. “Este é um momento de glória. Me sinto muito honrado e alegre em ser secretário de saúde neste momento tão importante para o controle social do estado e do País. O financiamento ainda é uma questão crônica na saúde e que precisa ser debatido de forma nacional. Aqui no RN a regionalização já é um fato concreto, fizemos muita coisa nesses 10 meses de gestão e vamos trabalhar mais”, disse.

 

O Governador do Estado, Robinson Faria, frisou a valorização do diálogo em seu governo. “Somos a favor do fortalecimento do SUS e estamos aqui para discutir como melhorar a eficiência da saúde para a população do RN. O nosso Governo é aberto ao diálogo e queremos fazer uma grande pactuação para consertarmos juntos a saúde do RN. Vamos construir uma página nova na saúde do nosso estado”, finalizou.

 

Ao longo dos três dias foram debatidos oito eixos de discussão: (Eixo 1 – Direito à saúde, garantia de acesso e atenção de qualidade; Eixo 2 – Participação social; Eixo 3 – Valorização do trabalho e da educação em saúde; Eixo 4 – Financiamento do SUS e relação público-privado; Eixo 5 – Gestão do SUS e modelos de atenção à saúde; Eixo 6 – Informação, educação e política de comunicação do SUS; Eixo 7 – Ciência, tecnologia e inovação no SUS; Eixo 8 – Reformas democráticas e populares do Estado).

 

Os 167 municípios do estado já realizaram suas conferências municipais, gerando relatórios, como fruto desse processo foi elaborado um consolidado de propostas que servirá de base para aprovação do relatório final estadual, que será levado à 15ª Conferência Nacional de Saúde que acontece em dezembro, em Brasília.

 

De acordo com o presidente do Conselho Estadual de Saúde do Rio Grande do Norte, Francisco Canindé, a expectativa é grande para contribuir com o SUS no estado. “Então, a conferência é um momento impar para toda a população norte-rio-grandense. Os potiguares estarão aqui conosco para debatermos a saúde do nosso estado e que nós possamos aprovar um grande relatório final com muitas propostas e com isso contribuir com a saúde pública do Rio Grande do Norte.”

 

Fonte: Blog da 15ª CNS
Publicado em 03/11/2015