; Ato contra o golpe e pela democracia marca terceiro dia da Conferência Nacional de Saúde
×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 43

Imprimir esta página
Sexta, 04 Dezembro 2015 12:16

Ato contra o golpe e pela democracia marca terceiro dia da Conferência Nacional de Saúde

Avalie este item
(0 votos)

Ronald discursa em ato contra o impeachment durante a 15ª CNS
Entidades e delegados presentes à 15ª CNS realizaram um grande alto contra o impeachment e em defesa da democracia em Brasília nesta quinta-feira.

Delegações de todo o País e entidades presentes na 15ª Conferência Nacional de Saúde realizaram nesta quarta-feira (3), em Brasília, um grande ato em apoio à permanência da presidenta Dilma Rousseff no governo. Durante a tarde, os participantes se reuniram em frente ao local do evento, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, num ato de protesto contra o acolhimento feito pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB/RJ), ao processo de impeachment de Dilma.

 

Cunha é também o autor da PEC 451, que retira o princípio da universalidade e integralidade do SUS, que ameaça a saúde pública.

 

No início da noite, durante a abertura da plenária da Conferência, que se encerra nesta sexta-feira (4), a manifestação continuou. Os conferencistas, cerca de 5 mil, gritaram frases como “Não Vai Ter Golpe”, “Fora Cunha” e "Dilma Fica", no auditório do Ulysses lotado.

 

A organização da Conferência informou que os delegados estão produzindo uma moção de apoio à Dilma e contra o golpe para apresentar em plenário.

 

“A agenda política de amanhã será pautada pelos que defendem a democracia e a saúde pública e não pelos conservadores”, disse a presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Socorro de Souza. Socorro informou ainda que a presidenta da República irá ao encerramento do evento, nesta sexta.