; Farmacêuticos de PE decidem por unanimidade ir para o dissídio - Fenafar

Farmacêuticos de PE decidem por unanimidade ir para o dissídio

Fenafar e Sindicato em ação
Tipo de Grafia

Por unanimidade, os farmacêuticos do segmento de Farmácias e Drogarias de Pernambuco decidiram levar a Convenção Coletiva de Trabalho 2016 para o dissídio. A decisão foi votada na noite dessa quarta-feira, 16, em Assembleia Geral Extraordinária, realizada pelo Sindicato dos Farmacêuticos em Pernambuco (Sinfarpe), no estacionamento do Conselho Regional de Farmácia (CRF-PE). A justiça agora é quem vai decidir o que não foi acordado em nenhuma das seis reuniões e duas mediações na Procuradoria Regional do Trabalho (PRT) com o Sincofarma, que representa o patronato.

 

A presidente do Sinfarpe, Veridiana Ribeiro, elencou todos os pormenores das rodadas de negociação e a pressão dos patrões para não atender às cláusulas da CCT. Na sexta e última reunião, ocorrida na terça-feira, 1º de novembro, também no CRF-PE, o patronato apresentou uma contraproposta de 10% de reajuste em troca da flexibilização da carga horária, ou seja, aceitou aumentar os salários desde que os profissionais perdessem a jornada de 30 horas.

A presidente do Sinfarpe disse não à contraproposta, e os representantes do Sincofarma aceitaram ir para o dissídio. Tudo o que foi discutido nesta reunião foi apresentado na Assembleia dessa quarta, 16. “Era importante que a categoria participasse e avaliasse todo o processo de negociação com o patronato para conhecer as dificuldades que tivemos em dialogar com os patrões e saber que eles não estão dispostos a conceder os direitos da categoria. Por isso, chamamos a Assembleia e colocamos em votação. Todos concordaram. Agora, vamos esperar a Justiça decidir”, enfatizou Veridiana.

Participaram da reunião, representando o Sinfarpe, os diretores: Veridiana Ribeiro, Maria José Tenório, Marise Matwijszyn e Rodrigo Sales, além do assessor jurídico, Josenildo Araújo. O CRF-PE, mais uma vez reiterou seu apoio ao Sinfarpe, com as presenças da presidente, Gisêlda Lemos, e da vice, Joyce Nunes, que elogiaram a participação expressiva da categoria e o trabalho realizado pela entidade sindical em defesa dos profissionais farmacêuticos no Estado.

Fonte: Sinfarpe
Publicado em 18/11/2016

Artigos