; Sinfarce saiu às ruas em defesa da categoria - Fenafar

Sinfarce saiu às ruas em defesa da categoria

Fenafar e Sindicato em ação
Tipo de Grafia

Nesta segunda-feira, 24 de abril, mais de cem farmacêuticos, estudantes e membros do Sindicato dos Farmacêuticos do Ceará e do Conselho Regional de Farmácia reuniram-se na Praça do Ferreira, para lutar por melhores condições de trabalho para a categoria.

Mesmo debaixo de chuva a categoria percorreu as principais ruas do centro gritando para mostrar à população a dificuldade na negociação com o SINCOFARMA. A negociação já se arrasta por mais de seis meses, sem que o sindicato patronal apresente uma proposta que contemple as reivindicações da categoria.

A passeata terminou na Matriz da Farmácia Pague Menos da Rua Senador Pompeu e teve adesão dos farmacêuticos que exerciam suas atividades. Assista aqui ao vídeo da mobilização.

Retomada das negociações

O Presidente do SINFARCE, Márcio Batista, durante a passeata, entrou em contato com representantes do SINCONFARMA. O Sindicato Patronal marcou uma nova reunião para a próxima sexta-feira (28 de abril).

A diretora do Sinfarce e também diretora regional nordeste da Fenafar, Lavínia Magalhães, afirmou que “as mobilizações de rua são fundamentais para que a população fique ciente do que está acontecendo e seja esclarecida, pois a assistência farmacêutica é um direito dela e esse direito está ameaçado por conta da intransigência dos empresários”.

Lavínia lamenta que, apesar da conquista obtida pela sociedade com a aprovação da Lei 13.021 – que define normas para o funcionamento das farmácias pautadas pela visão de que estes são estabelecimentos de saúde –, os seus proprietários ainda as tratam como um simples comércio, negligenciando o papel do farmacêutico e da Assistência Farmacêutica.

Nenhum direito a menos

A mobilização dos farmacêuticos também serviu de pré-mobilização para a Greve Geral desta sexta-feira, 28. “Como não poderia deixar de ser, também chamamos a população para a luta contra as Reformas Trabalhista e da Previdência, alertando que todos eles, trabalhadores estavam em grande perigo. Quando a categoria veste a camisa e vai à luta é porque ela está cansada de exploração. Nossa luta é por dignidade, jornada digna, salário justo e nenhum direito a menos”, ressaltou a diretora do Sinfarce.

O Sindicato dos Farmacêuticos do Ceará vai parar neste dia 28 e se juntas às demais categorias e à sociedade que estará nas ruas contra as Reformas. Em Fortaleza, o ato terá início às 9 horas, na Praça da Bandeira. Participe!

Da redação com informações do Sinfarce
Publicado em 26/04/2017

Artigos

UA-480112034-1