; Brasil - Fenafar

Em mais um de seus sucessivos recuos desde sua eleição ao Planalto, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) declarou nesta terça-feira (13) que manterá o Trabalho com status de ministério. "O Ministério do Trabalho vai continuar com status de ministério, não vai ser secretaria. Vai ser Ministério 'Disso, Disso e do Trabalho', afirmou, sem especificar quais pastas podem ser absorvidas. 

Nem tomou posse e Jair Bolsonaro já enfrenta inúmeras polêmicas em seu projeto de “terra arrasada” para o Brasil. Até os industrias mostram seu descontentamento quando o futuro ministro da Fazenda, Paulo Guedes fala em “desvio de finalidade” do Sistema S.

Após declarar formalmente seu apoio a Fernando Haddad para presidência da República, as centrais sindicais entregaram ao candidato um manifesto explicando, ponto por ponto, porque a eleição de Haddad é melhor para a classe trabalhadora brasileira.

Mais Artigos...

Artigos

UA-480112034-1