; PE: Sinfarpe pede explicações à Rede de Drogarias Bongi sobre descumprimento da CCT 2016/2017 - Fenafar

Sidebar

1

PE: Sinfarpe pede explicações à Rede de Drogarias Bongi sobre descumprimento da CCT 2016/2017

Fenafar e Sindicato em ação

Seguindo o calendário de reuniões com as redes de farmácias em atuação no Estado, acerca do descumprimento da CCT 2016/2017, o Sindicato dos Farmacêuticos no Estado de Pernambuco (Sinfarpe), se reuniu para discutir o assunto com mais um grupo em atuação na região. Desta vez, o encontro foi com representantes da Rede de Drogarias Bongi, os quais insistiram que a empresa, pelo seu perfil econômico, não se enquadra no rol das de grande porte e sequer é filiada à Abrafarma, não tendo condições, portanto, de pagar os salários estabelecidos na Convenção.

O Sinfarpe não aceitou o argumento e salientou que os farmacêuticos que trabalham na rede a avaliam como grande porte, e por isso, reivindicam que os salários sejam ajustados de acordo com a CCT. A empresa alegou que não há condições de atender tal solicitação, uma vez que o grupo possui apenas 13 lojas na Região Metropolitana do Recife (RMR), espalhadas por Paulista, Jaboatão dos Guararapes e Recife, e com aporte econômico não condizente com as grandes redes instaladas no Estado. Ressaltou que sequer tem atenção plena e oferece só 10 horas de assistência farmacêutica. De acordo com a presidente do Sinfarpe, Veridiana Ribeiro, a empresa terá que oferecer esse serviço em tempo integral a partir do próximo ano, independente do seu perfil econômico, uma vez que o TAC não será mais renovado pelo CRF-PE.

Por conta do impasse, de ser ou não de grande porte, o Jurídico do Sinfarpe se comprometeu em fazer um levantamento sobre a rede, para saber realmente em que perfil ela se enquadra. Diante disso, a presidente Veridiana Ribeiro pede aos farmacêuticos da Rede de Drogarias Bongi que aguardem o resultado do levantamento para o posicionamento do sindicato. “Se for necessário judicializar, nós o faremos. Por enquanto, resta-nos esperar o estudo do nosso Jurídico para tomar as devidas providências”, garantiu a líder sindical.

Participaram da reunião, por parte do Sinfarpe, os diretores: Veridiana Ribeiro, Holdack Velôso, Leonardo de Barros, o advogado José Leniro e a coordenadora da entidade, Andréa Ribeiro Alcântara. Por parte da Bongi, a representante legal da empresa e coordenadora do Recursos Humanos.

Sindicato é pra lutar. Nenhum direito a menos!

Fonte: Sinfarpe
Publicado em 24/08/2017

UA-480112034-1