; Sinfarmig fecha CCT 2018 para varejo e piso salarial vai a R$ 4.394,10 - Fenafar

Sidebar

1

Sinfarmig fecha CCT 2018 para varejo e piso salarial vai a R$ 4.394,10

Fenafar e Sindicato em ação

O Sinfarmig assinou a  Convenção Coletiva de Trabalho – CCT 2018 para os profissionais do setor de farmácias, drogarias e distribuidoras de medicamentos. Para legitimar o acordo, o documento entrou em fase de transmissão e homologação junto ao Ministério do Trabalho.

O reajuste foi de 1,81% que corresponde à inflação do período (INPC) que vai de 1º de março de 2017 a 28 de fevereiro de 2018. O reajuste será retroativo à data-base do setor que é 1º de março totalizando R$ 702,99

Reconhecemos que o reajuste salarial e condições de trabalho expressas no novo instrumento normativo de trabalho estão muito distantes do reivindicado pela categoria, mas neste momento representa toda a resistência do Sinfarmig e dos farmacêuticos mineiros que lutaram por nove meses contra as arbitrariedades dos patrões.

As eventuais diferenças salariais decorrentes da aplicação da presente Convenção Coletiva de Trabalho, relativas aos meses de março a novembro de 2018, poderão serão pagas da seguinte forma: As diferenças salariais dos meses de março, abril e maio poderão ser pagas juntamente com o salário do mês de dezembro de 2018; As diferenças salariais dos meses de junho, julho e agosto de 2018 poderão ser pagas juntamente com o salário do mês de janeiro de 2019; As diferenças salariais dos meses de setembro, outubro e novembro de 2018 poderão ser pagas juntamente com o salário do mês de fevereiro de 2019;

“As negociações foram muito difíceis, a atual conjuntura dá total poder ao empregador e desvaloriza o empregado, dois fatores que contribuem diretamente para isso são as leis 13.429 (Terceirização) e 13.467 (Reforma Trabalhista), houve reflexo direto na mesa de negociação. Tivemos que conviver o tempo todo com imposições e ameaças por parte dos patrões afirmou a diretora do Sinfarmig Júnia Lelis

O momento também simboliza um grito de resistência e socorro do Sinfarmig, que sofre com os efeitos da Reforma Trabalhista: sem recurso financeiro a entidade reduziu seu horário de funcionamento, reduziu também drasticamente o seu quadro de funcionários o que, com toda certeza, impactou na negociação (com a demissão de profissionais de comunicação, assessoria jurídica, setor administrativo e equipe técnica). Mesmo com todo este cenário garantimos a manutenção dos direitos e piso salarial até março/2019, sendo que o piso salarial mineiro continua sendo um dos maiores do Brasil.

Veja abaixo como fica o Piso Salarial em 2018 para diferentes jornadas:

44 horas semanais – R$4.394,10

40 horas semanais – R$3.994,20

30 horas semanais – R$2.995,65

20 horas semanais – R$1.997,10

O Sinfarmig orienta que caso a proposta de emprego  não esteja de acordo com o previsto na Convenção Coletiva de Trabalho, que os colegas façam denuncia para que possamos tomar as providências cabíveis junto ao Ministério Público do Trabalho, Conselho Regional de Farmácia, Vigilância Sanitária, Federação do Comércio – Fecomércio-MG e Sincofarma/MG. A Convenção Coletiva de Trabalho homologada pelo Ministério do Trabalho tem força de “Lei” e deve ser cumprida em sua íntegra.

Fonte: Sinfarmig
Publicado em 18/12/2018

UA-480112034-1