; Jussara Cony: “A unidade é a bandeira da esperança e a chave da nossa vitória" - Fenafar

Sidebar

1

Jussara Cony: “A unidade é a bandeira da esperança e a chave da nossa vitória"

Fenafar e Sindicato em ação

Homenageada com o prêmio Personalidade Profissional no 5º Encontro Nacional da CNTU, a farmacêutica gaúcha Jussara Cony destacou a importância da unidade na luta contra os retrocessos que o país vive e em defesa da democracia.

Ao agradecer, disse: “Estou muito honrada. A honra é uma coisa importante, mas a recompensa também é. Como farmacêutica, cidadã e servidora aposentada por essa luta que se materializa através de uma confederação que cumpre o objetivo de lutar pelos direitos dos profissionais universitários e pela manutenção e fortalecimento da democracia”. Jussara destacou a importância da campanha Brasil Inteligente da CNTU. “São oito temas que eu considero decisivos para forjar a unidade, a amplitude, a luta e a resistência para que nós possamos retomar o rumo da construção de um projeto de nação, que tenha como elemento fundante a qualidade de vida do povo brasileiro”.

Leia também: CNTU faz homenagem às personalidades profissionais 2019

Com longa trajetória de militância na defesa do SUS e liderança da categoria farmacêutica, Jussara Cony disse falou que a profissão farmacêutica está presente na vida de milhões de brasileiros. “Se formos traçar uma linha do tempo histórico, me permito partir lá da reforma sanitária, como presidente da associação dos farmacêuticos, até a 16ª Conferência de Saúde para afirmar — nesse espaço que é um espaço privilegiado —, do significado das nossas entidades, aglutinadas, unidas, pela busca da construção cotidiana de um projeto de nação, das entidades que a Fenafar congrega na construção cotidiana do Sistema Único de Saúde”.

 
 Jussara Cony recebe prêmio do presidente da Fenafar, Ronald dos Santos

Ela ressaltou que o SUS e as cláusulas pétreas da Constituição estão sendo atingidas pelas políticas do atual governo."O SUS é a construção coletiva que aprofunda o amadurecimento da democracia, porque permite o salto da democracia representativa para a participativa, ela é o diálogo cotidiano junto ao território, com a vida onde ela flui”.

E recupera o tema da 16ª Conferência Nacional de Saúde. "Quando a 16ª traz como tema para a nação brasileira que SUS é Democracia e Democracia é SUS, ela nos chama a defender os fundamentos da Constituição cidadã de 1988, entre os quais eu destaco o Estado Democrático de Direito e a Seguridade Social — Saúde, Assistência e Previdência — que estão sendo atacados e aviltados pelas políticas que retiram direitos do povo e aprofundam a barbárie. O SUS é um processo civilizatório que foi construído pelo povo brasileiro”.

Citando a importância da conexão entre as lutas e bandeiras gerais com a vida concreta do povo, Cony citou o escritor León Tolstoi: Conhece tua aldeia e será universal. "É no território que se dão as relações econômicas, culturais e cotidianas. Quando um usuário e um trabalhador do SUS se encontram as vezes é um gesto, um olhar, mas aquele cidadão usuário chega e diz, eu preciso de cuidado”, e esse contato é integrador e construtor das relações humanas, explicou Jussara.

Ela também resgatou lutas fundamentais travadas pela Federação Nacional dos Farmacêutico ao longo dos anos que resultaram em importantes vitórias para a categoria e para a luta pelo direito à saúde. "Conquistamos a farmácia como estabelecimento de saúde, porque antes ela era um estabelecimento de mercado apenas. Conquistamos a Política Nacional de Assistência Farmacêutica, que coloca a questão do acesso ao medicamento”.

Jussara falou do grave momento político que o Brasil, a América Latina e outros países do mundo estão passando, que gera desesperança, e adoecimento. “Neste momento de adoecimento da população brasileira, não vamos encontrar a cura com medicamento, é com emprego, dignidade, alimento”, e lamenta: "Vivemos numa sociedade que não reconhece o papel dos trabalhadores".

Maria Maruza Carlesso, Jussara Cony, Ronald Ferreira dos Santos, Gilda Almeida e Célia Chaves

O Seminário, a campanha e a atuação da CNTU e das Federações e Sindicatos filiados têm um significado ímpar na luta em defesa da democracia, na avaliação de Jussara Cony. " Essa homenagem é um momento rico para análise, reflexão e articulação, para construirmos uma proposta que ajude a refazer a esperança do nosso país. Temos que defender a bandeira da democracia como contraponto a etapa de retrocessos de um estado ultra-neoliberal na economia, fascista na política, retrógrado nos costumes e entreguista da nossa soberania nacional. E esta confederação está nos dando uma lição de unidade e luta, e unidade é a bandeira da esperança e a chave da nossa vitória”, afirmou. 

A farmacêutica pediu o apoio da CNTU e das demais entidades e categorias para a PEC que inscreve o acesso a medicamentos como direito humano fundamental, apresentada pela deputada federal Alice Portugal (PCdoB/BA), que também é farmacêutica. “Assistência Farmacêutica não é distribuir medicamento, é o medicamento adequado na quantidade adequada”, disse.

Além de Jussara, receberam a homenagem seguintes destaques como Personalidade Profissional 2019 da CNTU em suas áreas de atuação: Carlos Roberto de Castro (Economia), Vahan Agoyan (Engenharia), José Ferreira Campos Sobrinho (Odontologia), Dimas Rodrigues de Oliveira (Nutrição) e Luiz  Carlos Bresser-Pereira (Interesse público).

Da redação
Publicado em 10/12/2019

UA-480112034-1