; Feministas ocupam Secretaria de Mulheres contra nomeação de Temer para a pasta - Fenafar

Sidebar

1

Feministas ocupam Secretaria de Mulheres contra nomeação de Temer para a pasta

Movimento Social

Nesta segunda-feira, 6, representantes de movimentos sociais e feministas ocuparam a Secretaria Especial de Políticas Para as Mulheres (SPM) em protesto contra o governo interino de Michel Temer e contra a nomeação da ex-deputada federal, Fátima Pelaes (PMDB-AP), para ocupar a pasta.

A nova secretária da SNPM é contra o aborto, mesmo em caso de estupro, e é investigada por participação em um esquema de corrupção que desviou 4 milhões de reais do Ministério do Turismo, descoberto em 2011 pela Operação Voucher.

Para a diretora de políticas de mulheres da Fenafar, Soraya Amorim, a nomeação da ex-deputada representa um “retrocesso nas conquistas obtidas nos últimos anos para a luta por mais direitos para as mulheres, para a luta pelo fim da violência contra a mulher. Ter uma pessoa à frente das políticas públicas para as mulheres que defende que uma mulher, vítima de uma das piores violências que é o estupro, seja obrigada a ter o filho de seu agressor, sem qualquer opção de escolha, é uma afronta a tudo o que defendemos. Não se trata de obrigar alguém a interromper uma gravidez, se trata de dar o direito de uma mulher escolher a possibilidade de interromper a gravidez que é resultado de uma violência. Essa deputada, que assume a secretaria de políticas para as mulheres, não nos representa”.

As ativistas também protestaram contra a atitude de Temer em tirar o status de ministério da SPM, vinculando-a ao Ministério da Justiça e da Cidadania. Para elas, a escolha da ex-deputada e a subordinação da pasta ao MJ representam um retrocesso no plano de combate à violência e nos debates sobre igualdade de gênero.

Da redação com agências
Publicado em 07/06/2016

UA-480112034-1