; Em Campo Grande, presidente da Fenafar participa de reunião sobre EaD na área da saúde - Fenafar

Sidebar

1

Em Campo Grande, presidente da Fenafar participa de reunião sobre EaD na área da saúde

Saúde

O CRF/MS (Conselho Regional de Farmácia de MS) sediou na tarde de quinta-feira (14),  reunião entre o presidente do Conselho Nacional de Saúde, Ronald Ferreira dos Santos, com os representantes do Fórum Estadual dos Conselhos Regionais da área da saúde de MS.

Durante a reunião foram debatidas as ações do CNS e o posicionamento contrário da entidade frente aos cursos de graduação na modalidade à distância, assim como do “exame de proficiência”, pois entendem que é transferir a responsabilidade da instituição de ensino para o aluno.

Como este é um ano eleitoral, o presidente do CNS destacou que tem apenas 40 dias em 2018 para visitar os parlamentares dos estados (deputados federais, estaduais e senadores) para pedir apoio na luta contra o EaD para a área da saúde.

O CNS está lutando para que o Controle Social e autarquias participem da regulação das diretrizes curriculares juntamente com CNE, assim como luta pela aplicabilidade do artigo 200 da Constituição Federal “O SUS deve ordenar a formação de RH na área da saúde”.

Do CRF/MS estiveram presentes na reunião a presidente do Conselho, Kelle Slavec e o vice-presidente, Alexandre Correa. A Conselheira Federal por Mato Grosso do Sul, Márcia Saldanha, também participou da reunião.

“Estamos firmes e unidos nesta luta em prol de um ensino de qualidade para os nossos profissionais. Vamos continuar lutando em prol da população em geral, pois afinal de contas todos acabam prejudicados com o ensino dessa forma”, destacou a presidente do CRF/MS, Kelle Slavec.

Projeto de Lei

O deputado Dr. Paulo Siufi (PMDB) apresentou nessa terça-feira (12) dois projetos de lei que pretendem proibir a formação de profissionais da área da saúde na modalidade ensino a distância (EaD) em Mato Grosso do Sul. Uma das propostas abrange os cursos de graduação e a outra se refere aos níveis médio/técnico. Após audiência pública realizada na Assembleia Legislativa e apresentação na sessão ordinária, os projetos seguem para análise da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

Fonte: CRF-MS
Publicado em 18/06/2018

UA-480112034-1