; Espírito Santo: defesa da democracia é destaque na abertura da 9ª Conferência Estadual de Saúde - Fenafar

Sidebar

1

Espírito Santo: defesa da democracia é destaque na abertura da 9ª Conferência Estadual de Saúde

Saúde

Com o tema “Democracia e Saúde” foi aberta na quarta-feira (29), no Sesc de Guarapari, a 9ª Conferência Estadual de Saúde. O evento contou com a presença do governador Renato Casagrande e mais de 500 participantes. Os debates seguem até este sábado (1º) e é uma etapa preparatória para a 16ª Conferência Nacional de Saúde, que acontecerá em agosto, em Brasília (DF).

A presidente do Conselho Estadual de Saúde, Maria Maruza Carlesso, após declarar oficialmente aberta a conferência destacou a presença do governador na solenidade. “É a primeira vez que temos um governador abrindo nossa conferência. Isso demonstra respeito com o controle social. E temos outro fato histórico, que é o secretário de Estado da Saúde transferir seu gabinete para a conferência por três dias, com seu staff presente”, afirmou.

A defesa da democracia foi ressaltada pelo governador Renato Casagrande como um princípio da sua gestão. “Levantar a bandeira do SUS sempre foi importante, mas nunca tão importante como agora. Temos o desafio de apresentar resultados e buscar o aperfeiçoamento sempre. O modelo de saúde aplicado no Estado foi sempre ancorado na saúde hospitalar. A carência de atendimento na atenção primária e secundária, faz com que o cidadão procure por segurança, prioritariamente, o atendimento hospitalar. Mas temos que inverter a pirâmide, que é fortalecer o trabalho com os municípios para universalizar o atendimento primário”, disse

Casagrande destacou que esse fortalecimento da saúde municipal é a modelagem que o Governo quer construir no Espírito Santo. “Estamos com várias iniciativas em andamento para fortalecer a rede da atenção primária, com bom atendimento lá na base. Tenho certeza que esse é o desejo desse plenário, dessa conferência. Queremos deixar um arcabouço legal para dar solução de forma preventiva para as pessoas e não apenas de forma curativa. Tem muita expectativa que esse debate, que seguirá até sábado, possa estabelecer posições que fortaleçam o trabalho que nós estamos fazendo no Estado liderado pelo secretário Nésio Fernandes”, enfatizou.

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, falou sobre a importância da composição de grupos de controle social. “O País vive um momento de crise, com muitas encruzilhadas. O espaço do Conselho de Saúde é privilegiado para construir encontros dos muitos “Brasis”, das muitas opiniões. O grande salto que esse espaço pode construir são as posições comuns que possam unir preparadores à gestão e causar impactos positivos no acesso à saúde. Precisamos olhar para frente e construir um pacto de uma nação civilizada, moderna, em que o direito de todos seja respeitado. O SUS precisa unir todos. E nossa gestão acredita que a saúde é um direito de todos e que não pode ser negociado”.

Também participaram da abertura da conferência o coordenador  adjunto da 16ª Conferência Nacional de Saúde e ex-presidente, Ronald Ferreira dos Santos; o secretário de Estado de Governo, Thyago Hoffman; o chefe de núcleo do Ministério da Saúde no Espírito Santo, Bartonomeu Martins Lima; a representante do Espírito Santo na Coordenação Nacional de Plenárias de Conselhos de Saúde, Mansur Canais; a representante do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde e secretária de Saúde de Anchieta, Jaldete Frontino; a secretária de Saúde de Guarapari, Alessandra Albani Gaigher; a conselheira Estadual de Saúde e representante dos usuários, Sandra Bremer; os subsecretários de Saúde Tadeu Marino, Quelen Silva, Rafael Grossi e Fabiano Ribeiro; e os superintendentes regionais de Saúde Cybeli Pandini, José Maria Justo, Gleikson Santos e Luiz Carlos Reblin.

Mesa de debate

No período da tarde, foi realizada a mesa de debate com o tema “Democracia e Saúde – saúde como direito”, com o farmacêutico e ex-presidente do Conselho Nacional de Saúde, Ronald Ferreira dos Santos. Ele fez um resgate sobre a história da criação do Sistema Único de Saúde brasileiro e destacou os avanços do setor.

Presidente da Fenafar na Conferência do Espírito SantoRonald Ferreira dos Santos disse ser uma vitória a inclusão da saúde na Constituição de 1988 como um direito. “Essa conquista foi resultado da ação dos movimentos sociais que garantiram essa construção marcada como um direito de cidadania no Brasil”.

Ele afirmou ainda, que a saúde é uma atividade econômica que movimenta grandes recursos financeiros e no caso do Brasil é responsável por  aproximadamente 10% do PIB da economia nacional. Com pouco mais de três reais por dia, segundo Santos, o Brasil consegue fazer “milagres” no atendimento à população. “Esse valor mantém funcionando o maior sistema de transplante do mundo, o maior programa de vacinação do mundo, a maior rede de atenção básica que se tem notícia em sistema universal e também realiza bilhões de procedimentos”, enumerou.

Os participantes da mesa ficaram empolgados com o que classificaram como “aula” ministrada pelo farmacêutico. É o caso de Gleice da Vitória, de Vila Velha. “Tive uma visão muito clara do que o SUS representa para o Brasil, o tamanho da população que precisa dele todos os dias. Temos que nos unir e lutar, sim, pela saúde pública. Temos que lutar pela saúde como direito e estamos aqui discutindo isso para defender lá no cenário nacional essa importância”, ressaltou.

Para Atoniana Pestana, de Anchieta, o Espírito Santo se destaca pela qualidade do debate. “O tema nessa mesa nos mostra que temos que defender o SUS e sua ampliação. Estou aqui para discutir as práticas integrativas complementares na saúde. Os métodos tradicionais não são suficientes para atender as demandas de saúde que surgem da população. São recursos terapêuticos voltados para prevenir diversas doenças como depressão. Em alguns casos, também podem ser usadas como tratamentos paliativos em algumas doenças crônicas. Temos que expandir esses serviços no Estado”.

A conferência

Realizada a cada quatro anos, a Conferencia é um espaço de debate entre todos os segmentos da sociedade, representada por meio de entidades, com a finalidade de avaliar a situação de saúde no Estado e propor melhorias.

O evento é realizado no Sesc Guarapari, que fica na Rodovia do Sol, Km 01, bairro Muquiçaba. Nesta quinta-feira (30), haverá mesa de debates e roda de conversa com os temas “Consolidação dos Princípios do Sistema Único de Saúde – SUS” (com a participação do secretário Nésio Fernandes), além de “Educação Popular em Saúde e as Práticas Integrativas e Complementares” e “Financiamento adequado e suficiente para o SUS”.

Fonte: SUSConecta
Publicado 04/06/2019

UA-480112034-1